A A A

Aliança de Amor

Aliança de Amor

 

alianca_amorA Aliança de Amor com Maria é a forma original que Schoenstatt possui de viver a aliança batismal. Nela se expressa e se garante a aliança com a Santíssima Trindade. A primeira Aliança de Amor em Schoenstatt foi selada pelo Fundador, Pe. José Kentenich, e os seus educandos, na Capelinha de São Miguel, em Schoenstatt, na Alemanha, em 18 de outubro de 1914. Eles se entregaram como instrumentos nas mãos de Maria, para tornar a Capelinha um Santuário de graças e escola de homens novos: os aliados se empenham seriamente na vivência de seu batismo, entregando os méritos obtidos como contribuição para que Maria faça da Capelinha a sua morada, um lugar de graças e de educação de missionários para a renovação do mundo.

Esse ato fundacional é a fonte de vitalidade e o centro da espiritualidade de Schoenstatt. Todos os que selam a Aliança, se unem ao Fundador, no mesmo compromisso de Amor com Maria, para que ela atue no Santuário. Assim, cada Aliança de Amor é uma renovação do 18 de outubro de 1914, atualizando assim o carisma e as graças da origem.

A Aliança de Amor vivida em profundidade faz nascer também uma forte consciência de missão; conduz os que selaram a se converterem em eficazes instrumentos nas mãos de Maria, colaborando com ela na renovação religiosa e moral do mundo. Por meio desta Aliança de Amor, Schoenstatt realiza seu compromisso de construir a história em dependência e contato filial, livre e total com Cristo, o Senhor da história, por Maria, sua colaboradora permanente.


Dia da Aliança

Assim como Nossa Senhora de Fátima é lembrada no dia 13 de cada mês, a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt é celebrada em cada dia 18, porque Deus escolheu o dia 18 de outubro de 1914 para a realização da Aliança de Amor, no Santuário de Schoenstatt, e a Fundação dessa Obra Internacional.

Os membros da Obra de Schoenstatt celebram mensalmente esse atuar divino no ato da Fundação e renovam, nesse dia, a sua inclusão pessoal na Aliança de Amor, rezando a sua oração de consagração e entregando novamente as ofertas ao Capital de Graças, fortalecendo assim a unidade da Família Internacional e sua consciência de instrumento da Mãe e Rainha, a serviço da Igreja. Assim, a cada dia 18 se atualiza a fundação e, certamente, Deus renova também as graças da origem e o carisma do Fundador, Pe. José Kentenich.

Nos Santuários de Schoenstatt, geralmente, nesse dia é colocado diante do altar o “Livro da Aliança”, com a assinatura de todo os que selaram a Aliança de Amor e que nesse dia, provavelmente, visitam espiritualmente esse lugar de graças e renovam a sua Aliança.

Nas diversas paróquias e comunidades em que a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt está presente, a Aliança de Amor é celebrada, geralmente, com a Santa Missa, renovação da nova e eterna Aliança de Cristo. O celebrante aproveita para ter um contato mais próximo com as famílias que recebem a Mãe Peregrina e é uma ocasião propícia para acolher as famílias que ainda não descobriram a alegria de participar ativamente na comunidade paroquial e estimulá-las à essa comunhão cristã.

A Aliança de Amor possui diversos graus, um deles é a Carta Branca

Leia mais....