A A A

Instituto Secular Nossa Senhora de Schoenstatt

Instituto Secular Nossa Senhora de Schoenstatt

nossa senhora

O Instituto Secular Nossa Senhora de Schoenstatt nasceu nos anos trinta na Alemanha e foi constituído oficialmente pelo Fundador, Pe. José Kentenich, em 2 de fevereiro de 1946. Faz parte do Movimento Apostólico de Schoenstatt, por isso tem como centro e fundamento espiritual o Santuário da Mãe e Rainha.

As Senhoras de Schoenstatt encontram-se presentes em diversos países da Europa, Ásia, África e América do Sul. Esse Instituto Secular foi reconhecido pela Santa Sé em 1977.

Missão

Como Maria, as Senhoras de Schoenstatt querem viver a união entre o Criador e a criação, para que seja possível a experiência da presença de Deus no mundo. As consagradas do Instituto buscam atuar no meio em que estão inseridas, a partir da realidade de Aliança entre Deus e a pessoa humana. Querem dar testemunho do Amor de Deus ao mundo, que, como a luz, dá um novo rosto à humanidade.

Espiritualidade

“E a Mãe de Jesus estava presente” (Jo2, 1).

É muito singela a presença de Maria na passagem bíblica das Bodas de Cana. Ali se dá o início da vida pública de Jesus e a Mãe está presente, está no meio do acontecimento, para ajudar o Filho a chegar aos corações. Atenta, simples e discreta, aponta para o Filho: “Fazei o que Ele vos disser” (Jo 2,5). Assim é a espiritualidade das Senhoras de Schoenstatt.

No Instituto, os acontecimentos do mundo e da vida, do dia-a-dia em geral, são centrais na oração. A vida espiritual, profissional e a ação apostólica condicionam-se e complementam-se mutuamente.

Forma de vida

O mundo é o local e o caminho da entrega total a Deus realizada pelas Senhoras de Schoenstatt.

As consagradas do Instituto permanecem no meio do mundo, exercendo uma profissão, com o objetivo de levar Cristo à humanidade.

A forma de vida do Instituto das Senhoras baseia-se nos conselhos evangélicos:

– Virgindade: significa abandonar-se totalmente ao amor de Deus, estando livre para servir aos demais.

– Obediência: quando vivida de forma concreta e filial, ajuda a compreender os desejos de Deus.

– Pobreza: a simplicidade e o desprendimento vividos segundo os Estatutos do Instituto ensinam a possuir ou renunciar, tudo de maneira responsável.

As Senhoras de Schoenstatt não vivem juntas, então a ligação de umas com as outras se fortalece por contato constante e por encontros mensais.

Vocação à Aliança

Na Aliança de Amor com Maria são conduzidas a um ‘sim’ livre, com total vinculação a Deus. Na força dessa vinculação colocam-se no mundo exercendo uma profissão e despertando-se para as necessidades do próximo: imbuídas de Deus voltadas para as pessoas.

Contato: Sra. Ana Christina Melquiades – anamelq@gmail.com