A A A

Ideal Tabor

taborEm suas visitas ao Brasil, o Fundador, Pe. José Kentenich, observando as características do povo brasileiro, procura escutar as vozes de Deus na alma da nascente Família de Schoenstatt brasileira. Em 20 de abril de 1947, após muitas reflexões, diálogo e contribuição das Irmãs de Maria de Schoenstatt, que representa naquele momento a Família de Schoenstatt nascente, proclama solenemente, em Londrina/PR, o Tabor como o ideal para nosso país. Referindo-se à importância desse dia, nosso Pai e Fundador diz:

“Nos decidimos pelo Ideal Tabor:
A Mãe de Deus quer revelar aqui suas glórias.
Sua glória consiste em fazer com que Cristo
possa subir novamente ao trono”
(Pe. Kentenich, 21.4.1947)

Viver o Ideal Tabor é, em Aliança de Amor, testemunhar a graça recebida no batismo e tornar-se a imagem de Cristo, o Filho amado, heroico e transfigurado, que contribui para que Deus permaneça presente e atuante na história.

Os elementos essenciais do Ideal Tabor são:

O Tabor bíblico: a experiência da transfiguração de Cristo, na qual Ele manifesta a sua glória, e o Pai o revela como seu Filho muito amado;

O Santuário, Tabor das glórias de Maria: Quais são as glórias de Maria? Ser formada à imagem de Cristo e formar Cristo em nós;

O Filho Tabor: Que imagem de Cristo Ela (Maria) forma em nós? O Filho muito amado do Pai, cuja atitude fundamental é a filialidade heroica: o filho Tabor;

O Tabor, nossa missão: ser filhos Tabor e instrumentos de Maria para que Ela possa formar Cristo nas pessoas, transformando nossa sociedade para que o Brasil e o mundo se tornem um Tabor.